• Por Ana Luisa

Bagagem de mão e bagagem despachada: resumo das regras

Na hora de embarcar em um avião, você precisa conferir o passaporte, a passagem e o visto. Após o check-in, surge outra preparação: com a bagagem de mão e a despachada.

Há algumas regras específicas que têm que ser seguidas para que possa embarcar. Para não passar nenhum aperto em pleno aeroporto e correr o risco de perder o voo, o melhor é já ficar por dentro sobre o assunto.

Pensando nisso, veja conferir um resumo das regras para viagem com bagagem despachada e de mão.

A diferença entre a bagagem despachada e de mão

Para começar, é preciso entender que a bagagem de mão é aquela que pode ir com você durante a viagem, dentro do avião. Ela tem que ser menor que a despachada, que é aquela que só dá para pegar de volta na esteira, após o desembarque.

Longe de qualquer confusão sobre o tema, você sabe como preparar cada uma para aproveitar a viagem do jeito certo.

As dimensões e os pesos de cada bagagem

Uma das regras mais importantes sobre esses elementos tem a ver com as características físicas. Em relação ao peso, a bagagem de mão não deve ter mais que 10 kg. A despachada pode pesar até 23 kg, na maioria dos casos.

Já a dimensão da mala varia para cada companhia aérea, que também pode definir sobre as que não vão no avião com os passageiros. Vale ficar de olho antes de preparar os seus itens para a viagem!

A tarifa de bagagem de mão e despachada

Em relação ao volume carregado durante a viagem, é comum que não ocorra a cobrança pelo transporte. Porém, cada empresa determina se você pode levar apenas um item de mão ou vários deles.

Já a tarifa de bagagem despachada varia com diversas condições. Atualmente, as companhias oferecem bilhetes com e sem gratuidade do despacho. Quando o processo acontece gratuitamente, o valor da passagem é maior.

Para os bilhetes com cobrança, há uma diferença de custo, dependendo do momento. De forma antecipada, pela internet, o pagamento é mais em conta. Quem faz o processo no check-in tem que desembolsar um total maior.

As restrições na bagagem de mão

Mesmo que a sua mala esteja dentro das dimensões e do peso que são permitidos, é preciso ficar de olho no que é transportado.

Em voos nacionais e internacionais, não é possível levar objetos pontiagudos, cortantes ou que possam causar ferimentos. Para algumas companhias, também há restrição de aparelhos magnéticos, como certos fones de ouvido.

Em relação á alimentação, bebês e crianças pequenas podem ter a quantidade de comida adequada para o tempo de voo. Já os jovens e adultos devem evitar o consumo de alimento in natura nos voos internacionais. Em vários casos, a fiscalização nem sequer permite o embarque com alguns alimentos.

Nos voos internacionais, há a restrição de líquidos nos itens de mão. Todos os produtos, inclusive pastas e cremes, devem estar em frascos de até 100 ml. A embalagem tem que ser plástica, fechada e nas dimensões adequadas.

Ao conhecer as principais regras sobre bagagem despachada e de mão, você não vai ter problemas na hora de seguir para o seu destino. É só separar o roteiro de viagem com os passeios turísticos e aproveitar a experiência!

Para ter muitas outras dicas e informações, curta nossa página no Facebook e nos siga no Instagram!